A Rádio

(E-D): Deputado Mauro Pereira; diretor financeiro da Rádio Diplomata, Alceu Trevisan; presidente Michel Temer; e diretor geral da Diplomata, Nelson Tomiello

A ideia de criar um canal de radiodifusão em São Marcos partiu da união de 11 amigos interessados em expandir os negócios localmente. Desta forma, no dia 6 de janeiro de 1978 foi inaugurada a Rádio Diplomata 1330 AM. Anos mais tarde, a emissora se tornou afiliada da Rede Gaúcha Sat. Para o município, este foi um grande avanço. Com seu surgimento, a Rádio proporcionou também a oferta de novos empregos.

Em  39 anos de história, muitos locutores, ouvintes e patrocinadores fizeram e continuam fazendo parte da emissora. Muitas músicas embalaram momentos inesquecíveis da sociedade são-marquense. Atualmente, permanecem na sociedade o diretor, Nelson Tomiello; o responsável financeiro, Alceu Trevisan; e os demais sócios Roberto Pessini, Lizete Pezzi e Elisa Paganin, herdeiros de Raymundo Pessini.

O objetivo da Rádio Diplomata é informar e entreter seus ouvintes com uma programação variada e centrada nas notícias e eventos de São Marcos e região. Por meio de um alcance de 2500 watts diurnos e 500 watts noturnos, a Rádio é ouvida em cidades como Flores da Cunha, Antônio Prado, Campestre da Serra, São Bernardo e Caxias do Sul.

É a única rádio de São Marcos com liberação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para vender e veicular comerciais. Desta forma, a Diplomata mantém um trabalho dentro das normas sempre buscando total qualidade.

No segundo semestre de 2010, a Rádio inaugurou a Diplomata FM 99.7 com 1000 watts de potência. O objetivo é aprimorar o vínculo com o ouvinte, proporcionando informação e entretenimento com qualidade e responsabilidade.

Em breve, a Rádio Diplomata terá um novo canal: o 100.3 FM que irá substituir o AM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.